Mais do que nunca, a humanidade está numa encruzilhada. Um caminho leva-nos à desesperança, o outro à destruição total. Rezo para que tenhamos o bom senso de escolher o caminho certo. Woody Allen

Quarta-feira, 21 de Novembro de 2007
Antero de Quental

 

 

 



Idílio

Quando nós vamos ambos, de mãos dadas,
colher nos vales lírios e boninas,
e galgamos dum fôlego as colinas
dos rocios da noite inda orvalhadas

Ou, vendo o mar das ermas cumeadas
contemplamos as nuvens vespertinas,
que parecem fantásticas ruínas
ao longo, no horizonte, amontoadas

Quantas vezes, de súbito, emudeces!
Não sei que luz no teu olhar flutua,
sinto tremer-te a mão e empalideces

O vento e o mar murmuram orações,
e a poesia das coisas se insinua
lenta e amorosa em nossos corações.


Antero de quental

sinto-me:

publicado por eu às 01:40
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Antero de Quental

arquivos

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

alegria(1)

amizade(2)

amor(68)

amor.vida(94)

angels(3)

angels-bom dia(2)

antero de quental(1)

bocage(3)

cecilia meirelles(1)

cesário verde(2)

christina aguilera(1)

feliz ano novo(1)

fernando pessoa(2)

fofoca(1)

guerra junqueiro(1)

joão carlos teixeira gomes(1)

love(3)

manuel alegre(2)

nossa senhora(1)

pensamentos(94)

petição(1)

poema(9)

renoir(1)

vasco graça moura(1)

vida(6)

vida.poema(1)

vinicius de moraes(1)

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
pesquisar